Hoje em dia é muito comum em qualquer canto da Web ler-mos alguém falar de “web 2.0”. Creio que o termo “2.0” seja de fácil compreensão (principalmente para quem lida com tecnologia) pois transmite a idéia de mudança, atualização. A partir dessa premissa fica fácil entender o que é web 2.0: é a nova web; a internet com uma cara nova, diferente, atualizada.

De um tempo pra cá a internet mudou… e muito! Simplesmente não da pra fugir dessa realidade. O tempo todo somos bombardeados com novas informações, novas tecnologias, novas ferramentas e tudo isso vem para facilitar a vida do usuário que cada vez mais quer facilidade, intuitividade, simplicidade. Um site feio, malfeito, com um design desleixado e links que não funcionam não atraem novos usuários, e sim os espanta, causando até perdas financeiras dependendo do tipo de site.

Com uma realidade assim, líderes e gestores de todas as áreas, principalmente quem trabalha com contratação de novos funcionários, ficam atentos aos novos usuários: a famosa Geração Y. Como disse o ReadWriteWeb, a pessoa irá pensar duas vezes antes de contratar um profissional não antenado as novidades tecnológicas do que um profissional que sabe o que é um RSS por exemplo.

Indo mais a fundo e ainda utilizando o artigo acima do RWW, a web 2.0 traz consigo ferramentas que facilitam a nossa vida, ferramentas que também nos tornam cada vez mais online e quanto maior nosso downtime, mais ficamos fora do mercado de trabalho e das mudanças tecnológicas, sem contar o fato de que ficamos cada vez mais dependentes disso tudo.

Havia escrito anteriormente um artigo sobre ferramentas colaborativas da web 2.0 para emails que tinha a finalidade de mostrar como podemos ser produtivos utilizando o email, que sempre toma uma boa parte do nosso dia. Neste artigo da RWW, eles mostram a enchurrada de ferramentas 2.0 que existem para salvar nossas vidas, para mostrar o poder dessa nova realidade online.

Empresas 2.0, office 2.0, email 2.0…. essa nova face da web veio para definitivamente tornar nossa vida mais fácil. O que podemos fazer? Nos adaptar, pois todos sabemos que quem não se adapta está fadado a ficar de fora da evolução. Temos que conseguir agregar valor a toda essa tecnologia que está a nosso favor e a cada dia cresce mais.

Ontem escrevi aqui sobre uma matéria feita pela pela ComputerWorld em que ela cita o Bossie Awards, nomeando uma lista de 60 softwares (todos de código livre) mais adequados para uso empresariais.

Esta segunda lista possui programas nas áreas de Middleware e Plataforma, Suítes de Produtividade, Segurança e Storage.
Pessoalmente gostei muito das ferramentas de Segurança, que adicionarei alguns deles a minha lista de favoritos.

O link para a segunda parte da matéria é ESTE.

O site da ComputerWorld lançou a primeira parte de uma lista de 60 softwares OpenSource, feita peita pela Infoworld (publicação irmã da computerworld segundo o site da mesma).

Dentro da lista estão vários já conhecidos de guerra como o Nagios ou o dotProject e vários outros que com certeza serão muito úteis para as áreas de Colaboração, Desenvolvimento, Aplicações Corporativas e Redes.

O link para a lista é ESTE.

Fonte: http://computerworld.uol.com.br

Full Body Games

Full Body Games

Está acontecendo neste mês de agosto o FILE 2008 na galeria de arte do SESI na Avenida Paulista em São Paulo.

O evento reúne o que há de mais inovador na área de tecnologia multimídia e tudo mais como jogos, interação com o usuário, com objetos ao redor dele, voz, imagem e sons.
Existem várias sessões onde o visitante pode interagir com os programas, jogar jogos, e descobrir infinitas possibilidades do mundo eletrônico. Criar músicas tocando plantas, sons de água ao caminhar sobre um tapete iluminado por um projetor e alguns sensores, brincar com borboletas atrás de um pano pano e quase transparente (esse último da um efeito 3D muito legal para quem está vendo).

O meu favorito foi o Full Body Games. São vários tipos de jogos onde o participante escolhe um deles, tudo através de sensores de movimentos, que projetam uma imagem da pessoa na parede em frente, em forma de pixels gigantes. Cada jogo com uma finalidade diferente: esquivar-se de blocos, chutar, pegar…

Uma outra novidade do FILE 2008 é a projeção de filmes (14) na tecnologia 4k: são 8 milhões de pixels por frame que criam imagens gigantes de alta definição (daí o nome “FILE 2008000000 milhões de pixels). Esses filmes tem agendas pré-definidas com horários estipulados para os filmes.. basta se informar no SESI para se programar.

O evento vai até 31 de agosto. Quem está ai sem fazer nada vale a pena conferir e perder um bom tempo vendo essas inovações que para alguns, não tem sentido, mas logo logo vão revolucionar o mercado mundial com tecnologias “simples” que serão incorporadas ao dia a dia de muitas pessoas.

IE vs Firefox

IE vs Firefox

Já no ínicio da vida tecnologica de um indivíduo, ele aprende a tomar gosto por algumas ferarmentas. Ferramentas essas que o ajudarão a automatizar tarefas, colher melhores resultados, facilitar em qualquer tipo de atividade. E a principal ferramenta que um cidadão usa, o qual acho muito difícil alguém hoje viver sem, é um navegador.

Pode ser o Firefox, o Internet Explorer, o Opera, o Lynx…. é a ferramenta que vai te mostrar a web e todo poder dentro dela… O complicado hoje em dia é escolher uma ferramenta que agrade gregos e troianos. Embora exista uma vasta gama de opções pra ninguém botar defeito, o difícil mesmo é fazer com que em uma ferramenta tenha tudo! Bom… não dá!

Eu que era acostumado a usar meu Firefox com vários plugins, estou vivendo dias difíceis numa migração forçada para o IE 7…. sim, é triste.. mas fazer o que…
Embora a verdade seja dolorida, não podemos negar: IE dá suporte corporativo; Firefox não! Não é a toa que a Política de Segurança Interna da empresa onde estou não permite o uso deliberado do Firefox (mas claro, sempre tem o espertinho com seu laptop pronto para usar).

Já havia lido outras notícias falando desse mesmo ponto; a falta de suporte corporativo do Firefox. Embora (pra mim) todo o resto seja muito melhor que o IE (sejamos honestos, esse $!@#! navegador demora quase 2 segundos pra abrir uma aba! Sim, isso é muito tempo!), o IE e seus fiéis seguidores conseguem fazer as cabeças das corporações e mantém firme o uso de ferramentas Microsoft.

No fundo no fundo não tenho nada contra, exceto o fato de que um, é melhor que o outro. (opinião pessoal)

HELP!

HELP!

É inevitável! Não podemos detê-la… (in?)felizmente a tecnologia está em cada detalhe da nossa vida e faz parte de tudo que consumimos no mundo hoje. Você pode achar que não usa, que não compra, que não vê… mas seja direta ou indiretamente, você está ligado a tecnologia.

E nós da Tecnologia da Informação (ou T.I. para os íntimos) viemos para amenizar o choque cultural que você possa vir a ter quando ligar sua TV, ou tentar conectar na internet para ver seu site favorito.

Lidando agora diretamente com uma empresa que respira o ar da TI (pois agora estou morando em Barueri e trabalhando em uma empresa aqui) vejo que cada vez mais não podemos fugir da realmente que já afeta a todos. Nós (da TI) cuidamos da parte “feia” da coisa para que o consumidor/cliente final possa simplesmente usufruir daquilo que ele quis. O cliente pede, nós fazemos acontecer (e os usuários mantém vivo o sistema hehe).

Essa comunicação constante é vital para que o serviço dê certo. Sem uma comunicação, não como saber o que o outro quer, o que o outro precisa. Um gerente que sabe de trás pra frente os livros do COBIT e ITIL juntos mas sem a habilidade de delegar, comunicar, conversar, não vai longe, e isso é mais do que fato.

As empresas que proveêm os serviços de T.I. (você assina um serviço de banda larga? É um serviço de TI) tem uma grande responsabilidade nas costas, pois é um acordo mútuo entre cliente e empresa, onde cada uma possui direitos e deveres legais com o outro.

Nós estamos vivendo um crescimento do mercado de TI, e o Brasil vive uma era de ouro onde as empresas estão se destacando cada vez mais e temos empresas líderes no segmento.
Espero a partir de agora me dedicar mais a essa profissão e aprender contínuamente e quem sabe a onde isso me levará.

Vamos nos juntar ao maior viral dos últimos dias e repassar a notícia.
Para você, pobre mortal que não pode ir até São Francisco conferir de perto a apresentação do sr. Steve Jobs, está disponível no site da Apple o video da mesma.
Para ver, basta acessar aqui. (prepare-se para quase duas horas de falatório).